EDIT.WORK – Growth Sessions – Entrevista a João Machado

No mês de março as Growth Sessions do EDIT.WORK iniciar-se-ão com a temática Growth Hacking, repartida por quatro sessões. As inscrições são abertas ao exterior e poderás obter mais informações aqui.

Estas formações serão lecionadas pelo Head of Marketing da 360imprimir, João Machado. Na entrevista abaixo damos-te a conhecer o seu percurso profissional, a sua visão da importância actual do Growth Hacking assim como das características que considera fundamentais a quem utiliza esta metodologia.

Como aconteceu esta aventura pelo Marketing Digital ?

Quase por acaso! Comecei por trabalhar numa área de RH na PT(através do programa de trainees),  pouco tempo depois de ter iniciado o Doutoramento em Matemática Aplicada. Assim que terminei o Programa de Trainees e uma vez que não me tinha apaixonado por RH decidi investir numa mudança interna dentro do Grupo PT, tendo surgido a oportunidade de ir para o canal digital do MEO.

Com o evoluir do tempo fiquei responsável por todo o investimento de Performance do MEO (serviços, equipamentos e tarifários tanto B2C como B2B). 5 anos depois, e sempre aliciado pelo bichinho da performance, saí da PT e rumei à Kwanko onde trabalhei campanhas digitais de sectores como finance, FMCG, education, health&beauty, automotive,etc.

Posteriormente fui convidado para criar o departamento de digital da Brodheim – empresa que em Portugal representa marcas como Timberland, Guess, Furla, Burbery, Vans entre outras. No inicio de 2017 aceitei o convite para a posição de Head of Marketing na 360Imprimir, tendo como principais projetos a gestão das equipas de CRM, Afiliação, Non-traditional, Outbound, Content&Design.

Como é ser Head of Marketing de uma das startups com maior crescimento em Portugal?

Tem sido uma experiência fantástica e desafiante. A rapidez, o ritmo e eficácia que são necessárias no dia-a-dia na 360Imprimir em nada se comparam a outras realidades que eu tenha vivenciado ou conhecido. Crescer mais de 100% ao ano e tendo o objetivo de chegar a 100ME em 2020, exige renovação e motivação constantes, mas é este desafio e esta ambição que tornam este projecto tão entusiasmante.

Consideras que o Growth Hacking é fundamental para uma estratégia de crescimento das startups?
A filosofia subjacente ao Growth Hacking, apesar de não exclusivamente adoptada por startups, é algo que está nas fundações das mesmas. A necessidade de crescimento rápido, principalmente, quando existe financiamento externo, é algo que motiva um ritmo acelerado e que leva as Startups a querer testar rápido, errar ainda mais rápido e adoptar a melhor estratégia possível no menor espaço de tempo possível.
És da mesma opinião que Sean Ellis, de que o Growth Hacking é “marketing orientado para a experimentação”?
Definitivamente! Uma das maiores vantagens de trabalhar em Marketing (Digital) nos dias de hoje é a capacidade de rapidamente testar várias abordagens e de analisar esses mesmos resultados, para no final entregar aos utilizadores aquilo que eles querem experienciar. Tal como referi anteriormente é fundamental testar o máximo de variações que façam sentido e obter feedback por parte dos consumidores, quer analítico quer comportamental (através de ferramentas de monitorização).
Quais são as principais skills que um growth hacker deve ter?
O fundamental é ter um mindset altamente analítico, raciocínio lógico e espírito crítico por forma a não aceitar os padrões pré-determinados e ter capacidade de pensar out-of-the-box.
Categories: Coworking, Todos

Close

Mais info

Gostarias de ver o nosso espaço antes de te juntares a nós? Vem visitar-nos. Preenche, por favor, o formulário e entraremos em contacto contigo.