As 5 metodologias ágeis mais utilizadas: principais características.

A partir do momento que determinada empresa decide adotar Agile, precisa de ter sempre em consideração a grande mudança cultural que isto irá implicar. É importante ter noção de que implementar uma metodologia desta natureza com sucesso, não acontece de um momento para o outro, e deve ser algo aplicado a todos os níveis da organização.

Um elemento chave da metodologia Agile é a “valorização de indivíduos e interações sobre os processos e ferramentas”. Por outras palavras, o foco primordial precisa de ser nas pessoas e nas competências.

A partir do momento que existem as skills necessárias e os projetos-piloto já foram preparados, a equipa pode decidir que ferramenta Agile será melhor, tendo em conta as necessidades da empresa. Existem várias metodologias ágeis, no entanto salientamos 5 das mais utilizadas.

Scrum

É sem dúvida a metodologia ágil mais popular e utilizada. A razão? Devido ao facto da sua framework de processo ser mais leve: esta usa ciclos de desenvolvimento denominados por Sprints e permite a maximização do tempo disponível para a produção de trabalho útil.

Esta metodologia é particularmente indicada para a gestão de projetos de software mais complexos e desenvolvimento de produto. Os seus maiores benefícios são o aumento da qualidade das entregas, a melhor resposta às mudanças de requisitos, proporcionar melhores estimativas utilizando menos tempo a gerá-las, a controlar o cronograma do projeto e a acompanhar as suas etapas. A única desvantagem do Scrum poderá ser o facto de não especificar deadlines em algumas tarefas.

Extreme Programming (XP)

Usualmente combinado com o Scrum, o XP adota uma abordagem de estilo de engenharia para vários aspetos do desenvolvimento de software e, através desta disciplina, consegue melhorar significativamente a qualidade do produto final.

Esta metodologia é construída em torno de toda a equipa e valoriza a simplicidade, a comunicação, o feedback, a coragem e o respeito. Sendo que uma equipa de programadores trabalha em conjunto para assegurar uma codificação consistente e para manter o sistema continuamente integrado, o código por eles criado é constantemente testado e melhorado de modo a atender às necessidades atuais da empresa. Uma das desvantagens desta metodologia prende-se com o facto de os seus requisitos serem expressos em forma de testes, o que deixa pouca margem para escalabilidade.

Kanban

É inspirado pela gestão Lean e assume uma abordagem incremental para a mudança dos sistemas organizacionais: o Kanban maximiza a eficiência organizando a desordem e melhorando a experiência do cliente. Fá-lo através da ênfase daquilo que são as prioridades, proporcionando à equipa de entrega um enfoque claro e identificando os problemas no processo de trabalho, a tempo de criar e implementar uma solução.

Esta metodologia coloca muito valor no fluxo de produção e permite prazos específicos, sendo bastante adequado para projetos de IT fora do desenvolvimento de software. Infelizmente, dado o seu maior foco na conclusão do projeto, tem uma capacidade mais limitada no que concerne a realizar retrospetivas.

 Iterative Development

Esta é uma metodologia precursora do Agile, na medida em que evoluiu a partir do método tradicional de waterfall. A diferença é que com o desenvolvimento iterativo, a codificação não começa até que cada fase da aplicação de software tenha sido revista, e os testes não iniciam até a codificação estar completa.

O  Iterative Development requer uma grande aplicação de desenvolvimento de software e divide-a em partes mais pequenas, projetando, desenvolvendo e testando em ciclos repetidos. Com cada iteração, podem ser aplicadas e testados novos recursos para criar uma aplicação de software final que esteja pronta a ser implementada de acordo com as necessidades dos clientes. Embora o desenvolvimento iterativo seja fácil de combinar com os aspetos do método waterfall, não existe uma maneira específica de o fazer, o que não o torna ideal para as equipas mais inexperientes.

 Lean Development

Esta é uma aplicação direta dos princípios de fabricação Lean no desenvolvimento de software, sendo mais fácil de aplicar em locais de trabalho onde já usem técnicas de Lean Management. Contudo, o seu método apenas foi adotado por uma comunidade relativamente pequena no mundo do software, e está ainda a ganhar tração.

Aplicar um método ágil nos processos de desenvolvimento de software ajuda a criar um sistema flexível, que pode alterar consoante os pedidos dos clientes. Estas metodologias não visam planear tudo com antecedência, mas antes desenvolver cada passo do processo de forma independente.

O Agile foi criado a partir do mesmo pensamento que a gestão Lean, que enfatiza a importância das pessoas na obtenção de eficiência. Se a equipa tiver os elementos certos, a empresa poderá escolher a abordagem Agile mais apropriada para a sua organização e projetos.

Fonte

Categories: Coworking, Todos

Close

Mais info

Gostarias de ver o nosso espaço antes de te juntares a nós? Vem visitar-nos. Preenche, por favor, o formulário e entraremos em contacto contigo.